Twitter

domingo, 29 de julho de 2012

02 - A Chef

Hey meninas a quanto tempo, eu to realmente sumida, UM MES sem postar, tudo bem eu deixo vocês me matarem, mas tembem eu tenho que dar uma boa noticia EU PASSEI NA PRIMEIRA FASE DO TESTE, lembram que eu disse que tava estudando, entones eu passei :D eu to tão feliz!!! Mas ai esta mais um cap, ta meio pequeno, mas da pra matar a saudade!!
Esperei um tempinho e lá vinha ela, realmente era algo inesperado, mas com certeza deixaria a minha noite mais bonita.

Ela estava vestida com uma roupa de gourmetque a deixava sexy e mais linda, seus cabelos estavam preços em uma toca muito linda.
- boa noite! – eu estava em transe! A voz dela era calma e suave, ela era mais linda rosto a rosto, tinha o sorriso mais lindo que eu já havia visto; os olhos castanhos mel eram brilhantes, ela era simplesmente perfeita.
- boa noite! Você é a chef?
- sim. Julius disse que desejava falar comigo.
- oh, sim... é sobre... – fui interrompido pela pequena do meu lado.
- papai!
- sim meu amor? – virei-me para ela.
- ela é nossa vizinha né?
- sim.
- vocês são meus vizinhos?
- sim, somos – Sam, tinha um sorriso de orelha a orelha – eu sou a Sam. – a minha pequena estendeu a mão e a bela mulher apertou.
- prazer eu sou Demetria.
Demetria. Então a mulher que passou a manhã em minha mente chamava-se Demetria, um nome magnífico e perfeito pra uma mulher de exuberante beleza.
- muito bonito seu nome – Sam a elogiou.
- obrigada. Eh... – ela dirigiu o olhar para mim – o que senhor desejava?
- oh, sobre a comida, ela é magnifica – notei que as bochechas dela ficaram levemente coradas – seu restaurante com certeza será um sucesso.
- obrigada, estou feliz que tenha gostado.

Ela tinha um sorriso de canto de boca e olhava em meus olhos; algo me dizia que eu e ela nos daríamos muito bem, logo depois ela voltou pra cozinha.
                                              ***
Fui pra recepção pagar a conta, com Sam, em meus braços, e quando estava retirando-me escuto a mais doce voz.
- eu vou matar Selena! Ela era minha carona! Que raiva! Como vou pra casa? – o tom dela era de aflição, parecia precisar de ajuda.
- calma Demi, você pega um taxi. – um homem, no qual não vi direito, tentava acalma-la, sem sucesso.
- eu não sei nem o endereço Peter! Mas, Selena me paga!
Da forma que fui educado não podia deixa-la, ali desesperada, sendo que poderia ajuda-la.
- que tal ajudarmos ela Sam? – ela apenas acenou positivamente.
Nós fomos bater na porta da sala onde ela estava e lá de dentro ouvimos um “entra”, entrei um tanto corado devo dizer.
- desculpe-me incomodar... Mas eu ouvi sua conversa – tenho certeza de que ela achou que eu fosse um curioso intrometido – é bom... – era mais do que claro que eu estava com vergonha – sou seu vizinho, se quiser, posso dar-lhe uma carona.
Ela olhou para mim com incerteza, depois para homem de estatura mediana, olhos escuros, cabelos castanhos e com topete, que com certeza era com quem ela estava conversando, ele balançou levemente a cabeça em sinal positivo, por ultimo olhou pra Sam que sorriu para ela e a mesma desviou o olhar.
- sua filha deve esta com sono, eu não quero incomodar e também o restaurante fecha tarde.
- num comoda, amanhã eu num tenho aula, eu e o papai espela né? – Samantha tomou a frente e olhou pra mim que confirmei sua afirmação.
- eu não quero incomodar, eu realmente saio muito tarde.
- Demi, eu e o pessoal podemos fechar o restaurante, já são – ela olhou para o relógio em seu pulso – 21:45 e só fechamos de 23:00, podemos dar conta.
Vi que ela não queria aceitar e novamente ela passou o olhar por todos na sala e parou em Sam – será que vocês esperariam 5 minutos, enquanto eu pego as minhas coisas
?
-hamram (gente esse negocio é aquele que agente faz com a boca pra dizer sim, eu sou péssima com onomatopeias, só pra deixar claro:/) agente espelha.
Ela e o rapaz saíram da sala deixando eu e Sam a sós, ela tinha um sorriso no rosto, tinha certeza de que ela estava com a esperança de que Demetria seria sua amiga, mas algo me dizia que não seria tão fácil assim.
Quando ela voltou nós seguimos para o carro e quando estramos ficamos assim: Sam no banco de trás na cadeirinha, Demetria ao meu lado tirando meu raciocínio, pois ela, agora, vestia que cobria metade da sua coxa, mas como estava sentada o mesmo subia deixando o pelo par de coxas a mostra, tenho certeza que elas vão ser algo do meu sonho de hoje. Sam logo agarrou o senhor Tominos, mas como sempre curiosa começo disparar perguntas a Demetria.
- a senhora é casada? – Sam perguntou docemente.
- ah... não precisa me chamar de senhora, me chame de Demi. – ela falou bem desajeitada devo dizer – eh... não... não sou casada.
- selio?! Mas a senho... quer dizer, você é tão nita, papai dize que você tinha namolado é verdade?
Com certeza eu estava vermelho. Demetria olhou para mim com um pequeno sorriso. Envergonhada, era isso que ela estava, mas devo dizer que o sorriso era lindo e ficava mas perfeito junto com o brilho nos olhos da mulher.
- não, eu também não tenho namorado, ultimamente não tenho tido tempo para isso.
- então você podia namola meu papai! – Sam tinha um sorriso radiante, acho que a simples possibilidade de ter uma família de fato a fazia explodir de felicidade, mas ela mal sabia que não era tão simples e eu e Demetria não teríamos nada.
Vi que a bela mulher ficou vermelha e constrangida e eu, logico, não sabia o que fazer ou falar. Sam era tão inocente que às vezes falava as coisas mais embaraçosas nos momentos mais inoportunos.
- Samantha! Esta deixando a moça constrangida, eu não posso namorar com ela, nem nos conhecemos.
- por falar nisso, eu ainda não sei seu nome.
Digam-me como eu poderia ser mais patético! Eu não havia me apresentado!! Mas devo relevar eu estava ocupado olhando para seu perfeito corpo e rosto.
-oh! Como sou idiota, me chamo Joseph Jonas.
- então o senhor é o dono da empresa de cosméticos perto do restaurante?
- um dos, mas sim.
Logo chegamos, estacionei na frente da minha casa – Sam vá entrando – falei assim que saímos do carro, ela obedeceu-me e foi saltitando ate nossa casa.
- será que poderia falar rapidamente com a senhorita? – falei em um tom serio para Demetria
Continua...

 Como eu demorei a postar não vou pedir a quantidade de comentes, como tambem não prometo postar rapido, eu estou sem tempo e as respostas do cap passado esta Aqui.

Divulgação
Você não vai me esquecer Gente esse blog é da Rany Dias é muito com eu aconselho a vocês!!

                                                          Beijos XOXO :*

4 comentários:

  1. OHH GOD VC VOLTOU LOL !!!! Por favor nao suma ! Sinto falta no mundo que me proporciona : ) Vc ainda vai escrever Jemi Eternamente ne?! Pelo amor de Deus diz que sim aquela historia , nao sei mexeu muiiito comigo vc n tem nocao chegou a um ponto que n sei : ) Bom err.. Parabens por ter passado vc merece isso e muito mais , so que n some ta ?! Beijjjjjoooooooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeee, não se preocupa eu não vou sumir, que bom que você gosta eu tambem amo escrever essas historias, me sinto mais eu!! Sim eu vou continuar a escrever só que ma faltou espiração pra continuar, que bom que ela mexeu com você!!!! Obrigada:) eu ja postei outro cap!!
      xoxo :*

      Excluir
  2. Nova seguidora!
    Adorei o seu blog!

    Se não for incomodar, se gostar será que poderia se tornar seguidora do meu blog?
    É esse: http://dianaisabelpinto.blogspot.pt/

    Posta logo!

    Bjs :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SEJA BEM VINDAAAAA!!!Cara eu entrei, mas nem li porque to sem tempo e tals, mas assim que der eu entro e leio, mas deve ser otimo eu li a sinopse e amei, mas se ajuda eu devulguei ele no cap novo!!!
      xoxo :*

      Excluir